«

»

Print this Post

A Criação de Adão

Hoje, conforme combinado, estou dando continuidade ao tema proposto no inicio da coluna, abaixo quero começar de uma forma diferente, a falar sobre este gênio da pintura, chamado: Michelangelo Di Lodovico Buonarroti Simoni.

Gostaria que observassem está obra nomeada de A Criação de Adão, de Michelangelo, faça esta analise por alguns minutos.

Fonte: http://www.ynternix.com/imagens/a-criacao-de-adao.jpg

Pergunto: Qual a impressão que vos causa?

Bom, não vou falar da biografia deste gênio, visto que, quero diferenciar e causar certa curiosidade para que os leitores venham procurar, individualmente, este mundo misterioso e brilhante de Miguel Ângelo (como era conhecido).

Hoje, minha proposta é apresentar a leitura visual desta pintura, com base em estudos simbológicos e artísticos.
Partindo desta obra, já inicio a escrita mostrando algo bem óbvio, a ousadia de Michelangelo, este afresco foi encomendado pela Capela de Sistina, por volta de 1511, uma obra totalmente renascentista.

Esta imagem seria a representação de Deus dando vida ao humano, pode-se ver este trecho nas escritas bíblicas do livro de Genesis, que descreve desde principio a criação.

Peço que primeiramente observe Deus uma figura senhoril, vestido em um manto branco e sendo amparado por anjos ao seu redor, o que mais chama atenção nesta simetria é Deus abraçado a uma figura de uma mulher (um anjo) e ao seu redor, figuras humanas acabadas e inacabadas e figuras angelicais, formando um vão entre o corpo de Deus, observe que existem apenas partes do corpo de algumas figuras ao redor de Deus.

Esta figura feminina nos passa através de códigos que, possivelmente, na ousadia de Michelangelo está imagem seja de Eva, mas enfatizo em escritas bíblicas, a figura feminina de Eva fora criada partindo da costela de Adão, o que ele em forma ousada diz que, supostamente, Eva tenha sido criada antes de Adão, porém, isto é ir totalmente contra aos princípios bíblicos e religiosos, visto que, mesmo que o renascimento Deus já não estava mais ao centro, a Igreja Católica ainda tinha um grande poder e este afresco fora encomendado pela capela de Sistina e pode-se ver esta obra no teto dela.

Agora vamos partir para o momento da criação de Adão, a figura de Deus aparece em outro espaço diferente de Adão, uma espécie de espaço interior, por mais que estejam posicionados no mesmo ângulo, podemos ver a diferença de universos, entre o criador e a criatura, se assim tomo a liberdade de descrevê-los neste ato, esta diferença nos traz o humano e o divino, é fácil notar a figura de Adão e a imagem celestial de Deus em destaque.

Adão aparece totalmente um humano perfeito em suas formas, ao levantar seu braço ele é possivelmente tocado pelo braço direito de Deus e este é o ato da criação, se observarmos profundamente podemos ver semelhanças incríveis entre a figura jovial de Adão e a imagem anciã de Deus.

Estas semelhanças podem nos trazer a concepção de Deus pai e Adão filho, se colocarmos amor a este ato de criação, Deus cria adão por amor e a figura feminina pode ser a irmã que já estava presente mesmo antes de ser criada, esta interpretação já nos traz um paralelo entre a realidade e a ficção na qual, Adão já tinha sido criado antes de Deus tocá-lo por base do amor, apenas ao toque ativo Deus deu vida a Adão, como estudiosos chegaram a esta conclusão, para que Adão tenha levantado o abraço para encontro do braço de Deus, ele já havia sido criado antes por outro ato.

Agora voltando à figura nua de Adão, Michelangelo tinha como temas principais as figuras nuas de seus artistas, os desenhava em uma perfeição que podemos ver o formato curvilíneo perfeito de Adão e de Deus, se for observado profundamente.

Agora quero novamente os instigar, na obra Deus não chega a tocar deliberadamente ao dedo de Adão concordam? E observe o olhar fixo de Adão aguardando ser tocado por Deus, Michelangelo fez propositalmente este espaço entre a existência para concentrar a energia entre nosso anseio do ser ou não ser, do existir ou não existir sobre a raça humana.

Espero que tenham gostado desta pequena leitura, sei que pode parecer extremamente confuso, mas a todos grandes admiradores de arte sabemos que os artistas de vários momentos artísticos tinham habito de colocar simbolismo e varias interpretações as suas obras, na qual podemos descrevê-las de várias formas, mas ao fundo somente eles realmente sabem o que a criação teve a intenção de transmitir.

Não deixem de acompanhar na próxima terça, encerrarei o tema proposto desta coluna.

Agradeço imensamente aos que me acompanham toda terça aqui e ao espaço cedido pelo Marcelo.

Léia Rosa sempre foi apaixonada por arte, música e história em geral. Cursou história da arte e trabalhou no museu da Caixa Econômica Federal, onde cresceu muito como historiadora. Autora da coluna Historiografia cultural, publicado aqui terça feira à noite, Léia vasculha e registra o nosso passado cultura.

Contato: leinha.rs@gmail.com

Permanent link to this article: http://artenomovimento.com.br/a-criacao-de-adao/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Current day month ye@r *