«

»

Imprimir Post

Glória e desespero

Não vou iniciar a coluna com a chatice de alguns cronistas esportivos, mas é impossível não deixar de recordar sobre o que escrevi, nesse mesmo espaço para os leitores do Projeto ArtenoMovimento. Na coluna escrita em 21 de setembro eu cravei: “Faltam somente onze rodadas para o término do Brasileirão, e eu ouso a afirmar que: somente uma tragédia tira do Corinthians, o título de campeão brasileiro de 2015”

Depois do jogo de ontem contra o Atlético Mineiro, vice-líder do Campeonato Brasileiro, a afirmação de dois meses atrás fica ainda mais clara. Agora, faltando cinco rodadas para o término do Brasileirão, ou seja, quinze pontos em disputa, e a diferença do Corinthians para o Atlético subiu ainda mais, depois do chamado jogo de seis pontos. Agora, a vantagem corinthiana é de onze pontos.

Vale ressaltar mais uma vez a disposição tática, a liderança e o comando do técnico Tite, que lidera, e a meu ver também conquista o campeonato brasileiro de 2015 com todos os méritos. Mas enquanto o Alvinegro Paulista vive a glória, outro gigante do futebol brasileiro, vive momentos de desespero, faltando ainda cinco rodadas para o término do Campeonato.

É o caso do Vasco da Gama, que depois do rebaixamento em 2013, jogou a série B no ano passado, e pode retornar à segunda divisão em 2016. Desespero para seus dirigentes, comissão técnica, elenco de jogadores, e principalmente, os torcedores. A campanha neste Brasileirão é horrorosa. Em 33 partidas, o Vasco venceu apenas 7, empatou 9 e perdeu outras 17 partidas. Fez 22 gols, levou 52 e tem saldo negativo de 30 tentos. Aproveitamento inferior a 30%.

Uma performance absolutamente vergonhosa para um clube que já foi campeão brasileiro 4 vezes. E para este que vos escreve, com a disputa na parte de cima da tabela já definida a favor do Corinthians, a briga maior está na parte inferior da tabela de classificação. Ou seja, o Vasco, na última colocação, e faltando cinco rodadas para o final do campeonato, conseguirá manter-se na série A em 2016?

Ivan Marconato é jornalista pela FMU-SP e pós graduado em Letras pela Unibam. Trabalhou em empresas de comunicação como a NET, na qual escrevia para o Jornal Em Foco. Foi finalista do Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo em 1999. Desde 2008 até os dias atuais escreve para a Revista Visão, publicação trimestral da Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo. Contato: ilmrocha@yahoo.com.br

Faça um comentário no Facebook

Link permanente para este artigo: http://artenomovimento.com.br/blog/gloria-e-desespero/